Página inicial
 
Mural de recados
25.07 | luciano
pra resolver o problema do central, não é preciso fechar as portas , e sim os só ...
24.07 | Franco
Carlos e Paulo Alvinegro, vcs pelo menos são sócios, ou apenas críticam e defend ...
24.07 | Paulo alvinegro
Parabéns Carlos pelo seu comentário. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/01/2014
18h50 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ -> Após tragédia pessoal, volante Everton chega ao tricolor em busca de recomeço
Clique e Confira.
Uma tragédia familiar terminou tirando Everton do futebol por sete meses. Parar de trabalhar por todo esse tempo não foi uma opção, mas uma obrigação com sua família. Após começar a carreira no Sport e ter uma boa passagem pelo Náutico, o volante, novo contratado do Santa Cruz, quer recomeçar a carreira no Arruda. 

“Estou muito feliz de estar aqui. Já passei pelo Sport e Náutico e ainda bem que deu certo vim para o Santa Cruz. Me sinto um privilegiado por vestir a camisa dos três grandes. Espero fazer aquilo que eu vinha fazendo e ajudar o Santa Cruz a atingir seus objetivos", comentou o volante. De acordo com o coordenador de futebol Ataíde  Macedo, a contratação de Everton era um desejo do Santa Cruz há dois anos e finalmente foi concretizada pela necessidade de um primeiro volante com urgência. 

A tragédia familiar de Everton foi a perda de um filho de apenas dois meses, o que motivou a parada do atleta para que pudesse dar o apoio que sua família necessitava. Ao contrário do que se dizia, o volante não foi afastado pelo técnico Hélio dos Anjos no Fortaleza, mas ele mesmo pediu para sair. “Não foi o Hélio que me afastou. Como eu tinha um bom relacionamento com ele, foi tranquilo Hélio até me mandou uma mensagem pela contratação. Naquele momento decidi que era a hora de ficar mais perto da minha família”, explicou.

Durante a apresentação, o único momento em que foi possível observar alguma tristeza no semblante de Everton foi quando ele revelou a tragédia particular. Sua postura logo mudou quando falava da oportunidade que terá no Tricolor, inclusive já traçando objetivos. "Vamos em busca de títulos, mas acho que a Série B é mais importante, pois todos os clubes querem subir para a Série A. Espero que possa ajudar o Santa Cruz nessa meta", pontuou o atleta.

Apesar de ter passado sete meses sem atuar, Everton não ficou totalmente parado. O volante contou que sempre buscou manter a forma física enquanto estava sem clube e que não chegará na pré-tmeporada coral em más condições. “Desde que eu sai do Fortaleza, voltei para a academia e estive treinando este tempo todo. Não dá para manter a parte física 100%, mas estou perto dos 50%”, comentou.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker