Página inicial
 
Mural de recados
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
22.11 | paulo
ESSE BABACA DA PATATIVA DEVE SER TORCEDOR DO SPORTE RECIFE ...
22.11 | CLEO
VERDADE MARCOS LEITE ESSA É A HORA DO VERDADEIRO ALVINEGRO AJUDAR O CENTRALZAO. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/11/2013
19h17 | esportes - SÉRIE C
SÉRIE C > Santa Cruz derrota Luverdense mais uma vez e está na final da Série C: 2x1
Clique e Confira.
Só faltam mais dois passinhos para o Santa Cruz chegar ao segundo grande objetivo do ano. Depois de garantir o acesso diante do Betim, a Cobra Coral derrubou - sem muita dificuldade- o Luverdense na semifinal da Série C. O adversário mato-grossense não chegou a oferecer perigo real em momento algum: foram duas vitórias pernambucanas em dois duelos. A primeira, por 2 x 0, na semana passada, em Lucas do Rio Verde. A segunda, no Arruda, neste domingo, por 2 x 1 - gols de Renatinho e André Dias. Samuel descontou para os visitantes. Classificada para a final, a equipe de Vica enfrenta o Sampaio Corrêa.

A primeira partida da decisão está marcada para o próximo domingo (24/11) no Castelão (MA). O jogo da volta será na semana seguinte: no dia 01/12, no Arruda.

O JOGO - Sem a pressão pelo acesso (já conquistado), Santa Cruz e Luverdense jogaram com tranquilidade. Não havia aquele clima tenso que em em geral domina as partidas decisivas. Até mesmo por isso, o duelo, no primeiro tempo, foi aberto. Muitas chances de gol para cada lado e alguns erros por pura desatenção. Aos sete minutos, por exemplo, o zagueiro Renan Fonseca fez um belo desarme no canto direito. Mas vacilou e permitiu que o atacante Bismarck retomasse a bola e chutasse com perigo para o gol.

Dois minutos depois, no entanto, o Santa Cruz chegou ao gol com a jogada que mais ofereceu perigo ao Luverdense durante toda a primeira etapa: o contra-ataque. André Dias ganhou a sobra de um escanteio, puxou a jogada com velocidade e tocou para Natan. O meia avançou, esperou o momento certo e enfiou para Renatinho. O baixinho, na frente do goleiro, teve tranquilidade e categoria. Tirou a bola com uma cavadinha e correu para o abraço: 1 x 0.

A torcida ainda comemorava quando , apenas dois minutos mais tarde, a defesa bobeou. Edinho cruzou da esquerda e Samuel cabeceou sem ser aborado por nenhum zagueiro. Gol adversário: 1 x 1. O jogo era veloz. Poucos minutos depois, Oziel bateu espertamente um lateral e deixou André Dias na frente do gol. O atacante tentou emular Renatinho e cobrir o goleiro. Por pouco: a bola bateu no travessão e não entrou.

Se a etapa inicial começou a 1.000, a final teve um início vacilante. Tanto o Santa Cruz quanto o Luverdense erravam muito passes e pareciam mais desinteressados do que nos primeiros 45 minutos de duelo. Até que, aos 6, Raul recuperou uma bola no meio-campo e fez grande lançamento para André Dias. O atacante ficou de frente para o goleiro, adiantou um pouco mais do que o necessário e teve de tentar um drible. A bola passou. Ele, não: foi derrubado pelo arqueiro mato-grossense. Pênalti que o próprio atacante converteu com categoria, de cavadinha: 2 x 1.

O Tricolor seguiu melhor no jogo. Aos nove, uma jogada parecidíssima com a que originou o segundo gol. Raul enfiou de novo para André Dias. Desta vez, porém, o artilheiro do Santa Cruz errou. Dominou mal e arriscou um toque por cobertura malsucedido. Gabriel Leite ficou com ela. Renatinho foi lançado na esquerda e tentou um passe que deixaria Raul na cara do gol no segundo passe - mas tocou fraco demais na bola, que ficou com a defesa verde.

Na marca dos 26 minutos, Tiago Costa tentou dar um toque de dramaticidade à partida, tomando o segundo amarelo e, consequentemente, o vermelho. Nem a expulsão, no entanto, foi capaz de assustar. O Luverdense precisaria fazer mais três gols. Derrotado moralmente, não teve espírito nem para marcar mais um. O Santa Cruz está, com tranquilidade e merecimento, na final da Série C.

Ficha do Jogo

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Oziel, Éverton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Dedé, Raul(Éverton Heleno), Natan (Caça-Rato) e Renatinho (Panda); André Dias. Técnico: Vica

Luverdense: Gabriel Leite; Raul Prata, Zé Roberto, Braga (Renato) e Edinho; Júlio Terceiro (Marcinho), Carlão, Washington e Gilson; Bismarck e Samuel. Técnico: Júnior Rocha
Local: Arruda. Horário: 16h. Árbitro: Luiz Oliveira (Asp.Fifa/SP). Assistentes: Danilo Simon e Celson Barbosa (SP); Cartões amarelos: Gabriel Leite, Braga, Washington (Luverdense); Cartão vermelho: Tiago Costa; Gols: Renatinho (9 do 1T), André Dias (7 do 2T) para o Santa Cruz; Samuel (11 do 1T) para o Luverdense. Público: 29.519; Renda: 446.965,00.
 
Do Blog do Torcedor 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker