Página inicial
 
Mural de recados
24.04 | George Luís
Sou Centralino de Coração, apaixonado pela Patativa do Agreste, mas sem dúvidas, ...
23.04 | Davi
Parabéns ao Salgueiro pela campanha q vem fazendo,embora nos ultimos anos o time ...
23.04 | Patativa
Será que os dirigentes do Salgueiro administram o clube tal como os do Central, ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/10/2013
11h26 | esportes - SÉRIE C
SÉRIE C > Santa Cruz vence o Brasiliense no Arruda por 2 a 0 e se classifica à próxima fase da Série C
Clique e Confira.
Em alguns momentos da Série C, chegou a haver dúvidas se o Santa Cruz se classificaria à próxima fase. Em outros, houve preocupação com o rebaixamento para a Série D. Mas eis que o Tricolor é a primeira equipe do grupo B a conquistar a vaga na etapa seguinte da Terceirona. Conseguiu isso após uma vitória por 2 a 0 sobre o Brasiliense, neste domingo, no Arruda, em uma partida estafante, de pouca técnica, mas muita raça.

Com a vitória, o Santa Cruz foi a 34 pontos e não sai mais do G4 do seu grupo. Mais do que isso. O Tricolor só pode cair para a segunda colocação, garantindo, no cruzamento da próxima fase, o direito de fazer o segundo jogo em casa. Na última rodada, a equipe coral visita o Treze-PB. Um empate garante o time na primeira colocação, independente dos demais resultados.

A opção de Vica se refletiu na postura do time dentro de campo. O Santa Cruz acionou bastante seus dois atacantes, com Caça-Rato aberto pela direita e Siloé pela esquerda. Eles tiveram dificuldade diante da forte marcação do Brasiliense, mas aos poucos o Tricolor ia chegando ao ataque. O gol, porém, veio numa jogada de escanteio. Aos 16, Siloé mandou na área e Renan Fonseca subiu alto para marcar.

 (Paulo Paiva/DP/D.A Press)
O gol tirou um pouco da tensão da partida e forçou o Brasiliense a buscar um pouco mais o jogo. Era o que o Santa Cruz precisava, dada sua proposta de jogo em velocidade. O Tricolor continuou apostando nos seus atacantes, que precisavam, no entanto, de mais ajuda dos meias e volantes, que não encostavam tanto na frente. Isolados, Caça-Rato e Siloé seguiam com dificuldade para superar a forte marcação do Jacaré.

O Santa Cruz voltou para o segundo tempo com uma mudança importante, que fez o time crescer. Natan, que não vinha bem, sentiu uma lesão e deu lugar a Renatinho. E se a proposta coral era a velocidade, com a entrada do meia a equipe ganhou muito. O Tricolor pressionava a saída de bola do Brasiliense, impondo dificuldade aos visitantes. Assim, os tricolores mantinham a bola no campo de ataque, evitando o avanço do adversário.

Naturalmente, no decorrer do segundo tempo, com as substituições do técnico Roberto Fonseca, o Brasiliense partiu com tudo em busca do empate. Com isso, o Santa Cruz passou a focar mais na marcação e apostar de vez nos contra-ataques rápidos. O Tricolor conseguia roubar a bola do adversário, graças ao bom trabalho dos volantes, mas não acertava o último passe para a entrada dos atacantes.

Já próximo ao final do jogo, as duas equipes ficaram com jogadores a menos. Primeiro, o zagueiro Luan se machucou e não teve condições de voltar, quando o Brasiliense já havia feito as três substituições. Em seguida, Siloé foi expulso, após agredir o adversário. Minutos depois, porém, Jorge Henrique fez falta dura em Caça-Rato e também levou o cartão vermelho. Com mais espaço, e com um homem a mais, o Tricolor passou a ficar mais com a bola, dominando o jogo.

As chances de ampliar foram aparecendo. O Brasiliense já não conseguia acompanhar o ritmo, após uma partida extremamente cansativa para os dois lados. Aos 45, Renatinho parou na defesa do goleiro Welder. Aos 47, porém, não teve jeito. Num contra-ataque de três contra dois, Oziel recebeu na direita e bateu cruzado: 2 a 0. Estava consolidada a classificação do Santa Cruz.

Ficha do jogo

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa (Panda); Ramirez (Dedé), Luciano Sorriso, Everton Heleno e Natan (Renatinho); Flávio Caça-Rato e Siloé. Técnico: Vica

Brasiliense
Welder; Bocão, Eli Sabiá, Luan e Jorge Henrique; Baiano, Júlio Bastos, Everton (Luquinhas), Gleidson (Peninha); Jefferson Maranhão (Laércio) e Washington. Técnico: Roberto Fonseca

Estádio: Arruda. Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC). Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira (SP) e Marco Antônio de Mello Moreira (GO). Gols: Renan Fonseca (aos 16 minutos do 1T) e Oziel (aos 47 minutos do 2T(. Cartões amarelos: Gleidson, Júlio Bastos, Laércio, Peninha (B) e Everton Sena (SC). Cartões vermelhos: Siloé (SC) e Jorge Henrique (B). Público: Renda: R$
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker