Página inicial
 
Mural de recados
24.09 | VICTOR HUGO
FOI LINDO V AS IMAGENS DO LACERDÃO QUASE LOTADO, O GRAMADO UM VERDADEIRO TAPETE ...
22.09 | Aldery
É nítido ver como é desastroso ao Central há tanto tempo estar fora de uma série ...
22.09 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! Bela iniciativa da diretoria. Aproveitar a oportunidade par ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
11/08/2013
00h36 | esportes - SÉRIE C
SÉRIE C > Em noite inspirada de Dênis Marques, Santa Cruz atropelou o Treze-PB no Arruda - 6x0
Oferecimento: Caruaru Factoring
Fora do G-4 e vindo de dois jogos sem vencer, o Santa Cruz entrou em campo, na noite deste sábado, pressionado a vencer para se manter vivo na Série C. Mais, para não começar a ver o fantasma do rebaixamento se tornar cada vez mais real. A torcida, decepcionada com os resultados mais recentes, demonstrou sua insatisfação ao comparecer em baixo número ao Arruda. Parte do futuro coral passava por este jogo. Se a pressão sobre o time era grande, a vida do técnico Sandro Barbosa não estava nada fácil. Para o treinador coral, o confronto com o Treze-PB podia  ter sido sua última partida à frente do tricolor. Em noite inspirada de Dênis Marques, que voltou a ser o matador do Arruda. No primeiro tempo, a perfeita sintonia com Flávio Caça-Rato e um 3 a 0 tranquilizador já ao intervalo. Na etapa final, a estrela do artilheiro voltou a brilhar. Duas vezes Dênis Marques. Sandro Manoel ainda fez o 6 a 0. A goleada do alívio. Para a torcida que volta a acreditar. E até mesmo para Sandro, que chegou a entregar o cargo, mas teve o respaldo de toda a diretoria e dos jogadores.

 

Pressionado pela torcida e ciente de que não podia pensar em outro resultado que não fosse a vitória, o time do Santa Cruz partiu para cima do Treze-PB. Os tricolores, contudo, demonstravam as mesmas deficiências na transição ofensiva dos dois últimos jogos. A meio do primeiro tempo, quando os torcedores começavam a demonstrar incômodo com a atuação da equipe, Caça-Rato dominou bola na intermediária, lançou Dênis Marques, que ao perceber a saída do goleiro Cléber, tocou por cima do guardião com muita categoria, abrindo o placar no Arruda.

 


A vantagem deu tranquilidade à torcida na arquibancada e ao time dentro de campo. Com maior serenidade, os tricolores se animaram e partiram para cima dos paraibanos. Três minutos depois, em mais um bom lance de Dênis Marques, o centroavante fez o pivô e sofreu falta na entrada da área. Raul bateu com perfeição, marcando o segundo tento dos corais. Muito melhor em campo, o terceiro gol era apenas questão de tempo. E antes do intervalo, Caça-Rato deixou o seu, cravando a goleada ainda na etapa inicial.

 

Se no primeiro tempo, o Santa Cruz dominou completamente as ações da partida, na etapa complementar, foi a vez do Galo da Borborema assumir protagonismo no jogo. Atrás do placar, os visitantes partiram para cima dos tricolores, em busca de dirimir o prejuízo. A situação coral ficou mais delicada quando o zagueiro Léo Bahia foi expulso e o Treze passou a ter mais volume de jogo e a chegar com mais perigo.

 


Sofrendo com as constantes bicadas do Galo, foi, então, a hora de Tiago Cardoso começar a brilhar para segurar a tranquila vantagem dos tricolores. Tranquilidade que foi ampliada aos 22 minutos, quando Dênis Marques voltou a balançar as redes de Cléber, dilatando ainda mais a goleada coral. O matador coral ainda fez seu terceiro gol na partida. E Sandro Manoel ainda encontrou tempo para fazer um golaço e fechar a goleada de 6 a 0.

Ficha técnica

Santa Cruz 6
Tiago Cardoso; Luciano Sorriso, Renan Fonseca, Léo Bahia e Tiago Costa; Ramirez, Dedé, Natan (Sandro Manoel) e Raul; Flávio Caça-Rato (André Dias) e Dênis Marques. Técnico: Sandro Barbosa.

Treze-PB 0
Cléber; Hudson, Glauber Viam, João Paulo e Jhonathan; Jé, Sapé, Richardson (Téssio) e Cristian; Soares (Tiago Souza) e Túlio Renan. Técnico: Luciano Silva.

Local: Estádio do Arruda (Recife).
Árbitro: Rogério Lima da Rocha (SE)
Auxiliares: Ailton Farias da Silva (SE) e Daniel Vidal Pimentel (SE)
Gols: Dênis Marques (3x) (S), Raul (S), Caça-Rato (S) e Sandro Manoel (S).
Cartões amarelos: Tiago Costa (S), Léo Bahia (S) e Flávio Caça-Rato (S); Jé (T).
Cartão vermelho: Léo Bahia (S).
Público total: 15.165 espectadores
Renda: R$ 164.250,00.
 
Do Super Esportes 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker