Página inicial
 
Mural de recados
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
24.06 | Gustavo
Lembro de quando anunciaram essa parceria com Granada fiz uma pesquisa e vi que ...
24.06 | Kaio SGD
Olha nos desfalque só o que poder atrapalhar é o desfalque de Agenor o resto pod ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
02/08/2013
10h19 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ > Tricolor inicia série complicada de jogos fora de casa pela Terceira Divisão
Oferecimento: Caruaru Factoring
Se algum time do Campeonato Brasileiro da Série C foi privilegiado pela tabela, até então, esse time é o Santa Cruz. Em sete rodadas disputadas, o clube jogou cinco vezes em seus domínios. Ao lado do Rio Branco, que também jogou cinco partidas no Acre, ninguém disputou mais confrontos em casa.

O aproveitamento, entretanto, não foi o esperado. Se tivesse vencido todas as partidas no Arruda, os corais, hoje, teriam 15 pontos e estariam ocupando a liderança do Grupo A. Porém, o time só chegou aos 13 e figura como o 4º colocado. O fracasso diante do Baraúnas foi o diferencial, o único tropeço.

O rendimento preocupa, já que o histórico tricolor na terceira divisão não computa uma vitória sequer longe do Recife. Além disso, os times que estão à sua frente no G4 jogaram menos vezes em casa. É o caso de Cuiabá, Sampaio Corrêa e Fortaleza. O primeiro recebeu quatro jogos, enquanto os outros dois disputaram três como mandantes.

A partir do próximo sábado, quando o Santa Cruz viaja até São Luís para encarar o Sampaio Corrêa, no Castelão, a coisa muda de figura. Pela primeira vez nesta Série C, o clube coral vai encarar dois confrontos
seguidos como visitante, já que, na quarta-feira seguinte, pega o Brasiliense, na cidade de Taguatinga. A sequência só piora. Nas cinco rodadas seguintes, três serão como visitante: Luverdense, Cuiabá e Fortaleza.

Experiência
Se tem alguém que conhece o jejum do tricolor na Série C é o treinador Sandro Barbosa. Ele não esteve na campanha de 2008, mas no ano passado, como auxiliar técnico de Zé Teodoro, participou de todos os nove jogos sem vitórias. O comandante coral reconhece o peso desse tabu, mas prefere ter paciência. “O bom é jogar em casa, no nosso campo, com nossa torcida, mas quem quer se classificar tem que ganhar dentro e fora. Essa é a nossa obrigação e essa vitória vai vir. Não vou dizer contra quem, para não motivar nenhum adversário”, explica.

Segundo ele, as longas viagens que o elenco enfrentará para chegar aos locais dos jogos também é um empecilho a ser levado em conta. “Eu não digo nem São Luís e Brasília, onde os voos são diretos, mas em Lucas do Rio Verde, Cuiabá e Rio Branco, o negócio é feio. Não só pela distância, mas pelo clima que sempre atrapalha. Só que o negócio é não desanimar, para a gente conseguir sair dessa divisão horrível”, admite.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker