Página inicial
 
Mural de recados
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
22.11 | paulo
ESSE BABACA DA PATATIVA DEVE SER TORCEDOR DO SPORTE RECIFE ...
22.11 | CLEO
VERDADE MARCOS LEITE ESSA É A HORA DO VERDADEIRO ALVINEGRO AJUDAR O CENTRALZAO. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
28/07/2013
21h30 | esportes - SÉRIE C
SÉRIE C > Santa Cruz joga mal e perde em casa para Baraúnas - 2x0
Oferecimento: Caruaru Factoring

É narrativa recorrente no futebol. O lanterna, desacreditado, surpreende o adversário favorito - impelido a acreditar que pode vencer a qualquer momento pelo bom retrospecto e pela melhor qualidade técnica. A história se repetiu neste domingo, no Arruda. E ao Santa Cruz coube o pior papel. O Baraúnas surpreendeu a Cobra Coral, venceu um anestesiado tricolor por 2 x 0 e decretou a primeira derrota do time de Sandro Barbosa dentro de seus domínios. O atacante Radamis marcou os dois tentos dos visitantes. O volante Tozo foi expulso na primeira etapa e complicou uma eventual reação pernambucana.

O JOGO - O primeiro tempo coral foi muito fraco. Muito, mesmo. O time criou pouco, esteve apático e só chegou - sem perigo- com chutes de longa distância. O Baraúnas é limitado, mas mostrou mais disposição. Desde o início do jogo, ressalte-se. Nos primeiros 10 minutos, tentou em três oportunidades. A primeira logo no minuto de abertura. Radamis - que seria o algoz tricolor- desceu pela direita e cruzou para Cristiano Tiririca. Renan Fonseca este atento e cortou.Aos 10, a chegada foi melhor. O lateral-direito Levy desceu e cruzou por baixo. Nininho afastou o perigo.

Pouco a pouco, o Santa Cruz, mesmo sonolento, conseguiu equilibrar um pouco. Mas não tinha movimentação, nem disposição. Tinha dificuldades enormes para sair jogando e para criar jogadas. Pelo pouco apoio dos laterais e a noite pouquíssimo inspirada dos apoiadores, Raul e Júnior Xuxa. A saída era arriscar de fora da área. Luciano Sorriso, aos 23, e Raul, aos 27, tentaram desta maneira. Ambos sem sucesso. Dênis marques e Caça-Rato foram absolutamente inócuos.

A punição veio pouco depois. Aos 30. Levy chutou da direita, Tiago Cardoso rebateu o chute fraco nos pés do atacante Radamis. Ele só teve o trabalho de completar para o gol. Se a situação não estava desesperadora, tornou-se depois que o volante Tozo fez uma falta boba na entrada da área. Como havia feito outra falta boba antes e fora advertido com o amarelo, acabou expulso e deixou o Santa Cruz com um a menos.

A desvantagem numérica, psicológica e no placar fez com que o treinador Sandro Barbosa arriscasse todas suas fichas na volta do intervalo. Fez três mudanças: sacou Tiago Costa, Luciano Sorriso e Júnior Xuxa. Acionou, respectivamente, Renatinho, Ramirez e Natan. As mexidas pareciam que iam fazer efeito. Logo no primeiro minuto, o lateral-direito Nininho recebeu, dentro da área, sozinho e em condições de chutar. Bateu muito mal uma bola que acabou na linha lateral.

O sopro inicial não durou muito mais que isso. O próprio Baraúnas chegou mais duas vezes antes do lance seguinte de perigo do Tricolor. Que aconteceu aos 15 minutos. Foram duas chegadas. As duas únicas de Dênis Marques. Na primeira, o atacante limpou bem dentro da área e chutou firme. Érico defendeu e colocou para escanteio. Na outra, no mesmo minuto, o centroavante foi lançado por Nininho, matou bonito no peito, mas chutou mal. Bem mal.

Depois disso, a Cobra Coral nada fez. O Baraúnas fez. Mais um. De novo com Radamis. O atacante ampliou o placar e praticamente matou o Santa Cruz na partida. Os jogadores pernambucanos entregaram os pontos. Acusaram o golpe. E só foram derrotados por 2 x 0 porque a trave ajudou duas vezes. Aos 33, o atacante potiguar chutou, a bola desviou e caminhou lentamente. Até o poste direito de Tiago Cardoso. Aos 41, foi um rebote. O lateral Levy desceu e chutou cruzado. Tiago Cardoso rebateu novamente. A bola tocou em Renan Fonseca e voltou na trave. Noite, definitivamente, para o tricolor esquecer.

Ficha do Jogo

 

Santa Cruz: T. Cardoso; Nininho, Renan Fonseca, Leandro Souza e Tiago Costa (Renatinho); Tozo, Luciano Sorriso (Natan), Júnior Xuxa (Ramirez) e Raul; Caça-Rato  e Dênis Marques.
Baraúnas: Érico;  Levy, Preto Bacarena, Pedrosa e Jackinha;  Wilker,  Fidelis (Batata), Daniel e Paulinho Mossoró; Radamis e Cristiano Tiririca (Du Paraíba).

 

 

Local: Estádio do Arruda.
Horário: 19h.
Árbitro: Tiago Gomes Brigido (CE)
Assistentes: Luís Carlos Silva Teixeira (BA) e Sebastião Rufino Filho (PE).
Gols: Radamis (aos 30 do 1T) para o Baraúnas
Cartões amarelos: Érico e Jackinha (Baraúnas) , Ramirez (Santa Cruz)
Cartão vermelho: Tozo (Santa Cruz)
Público: 21.213
Renda: R$ 231.340,00
Do Blog do Torcedor 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker