Página inicial
 
Mural de recados
12.12 | Pierre Santos
Marcos Leite, é bom pela renda no momento, agora quando lota é de 90% de caruaru ...
12.12 | CLEO
Vdd Marcos Leite se o Centralzão começar com o pé direito a torcida vai comparec ...
12.12 | CLEO
VAMOS PRA FESTA GALERA NESSA TERÇA LANÇAMENTO DA NOVA MARCA E AS MUSAS DO CENTRA ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
02/12/2017
14h52 | esportes - SPORT
SPORT --- Técnico Daniel Paulista evita comparações entre 2017 com 2016, quando livrou time da degola
Ilha do Retiro lotada, última rodada da Série A. Comandado por Daniel Paulista, o Sport vence e escapa do rebaixamento. Esse é o desfecho que todo torcedor rubro-negro vislumbra para o jogo do próximo domingo, contra o Corinthians. Mas o mesmo roteiro foi escrito no Brasileiro do ano passado, quando o Leão derrotou o Figueirense e se livrou da queda na partida de despedida da competição. Apesar das coincidências, Daniel prefere evitar comparações entre as duas situações.

Para não cair à Segunda Divisão agora, o Sport precisa vencer o Corinthians e ainda torcer para Vitória ou Coritiba tropeçarem diante de Flamengo e Chapecoense, respectivamente. Em 2016. a vida do Leão era bem mais fácil. Dependia apenas de si, e a vitória por 2 a 0 que construiu sobre o Figueira foi suficiente para que se mantivesse na elite nacional.

Daniel não deixa de admitir inspiração naquele último jogo do Brasileiro de 2016. Afinal, muito graças ao feito de manter o Sport na elite, ele começou como treinador efetivado nesta temporada - até ser trocado por Ney Franco ainda no primeiro semestre antes de retomar o comando do time a nove jogos para o fim da temporada.

Mas hoje, além da dependência do Sport por vacilos dos seus adversários diretos na tabela, o técnico enumera outros fatores que diferenciam a partida diante do Figueirense ao compromisso do próximo domingo, frente ao Timão. "(Serve) de inspiração, sim. Conseguimos o objetivo naquele momento, que era também a permanência. Mas somente por ser inspiração de um fato positivo. Hoje é uma nova realidade, um novo grupo de jogadores, um novo adversário, que é o atual campeão", avaliou.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker