Página inicial
 
Mural de recados
23.02 | Freddy Renner
Concordo com a opinião de Centralino. O ataque não está rendendo o que se espera ...
23.02 | kaio
Era Bom pro central Kiros Ou Junior Juazeiro ...
23.02 | VICTOR HUGO
O CENTRAL VAI PRA FINAIS DO CAMP. PE, COM CERTEZA , VAMOS CONTRATAR SÓ DPOIS DO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/10/2017
13h55 | esportes - SPORT
SPORT - Meia Diego Souza encara quarto período de seca no clube
Diego Souza tem 163 jogos pelo Sport. Marcou 52 gols com a camisa rubro-negra. No ano passado, dividiu com outros dois atletas, o posto de artilheiro da Série A com 14 gols. É, portanto, um atleta acostumado a balançar as redes pelo Leão. Não em vão foi convocado à seleção brasileira nesta temporada como centroavante. Retrospecto ofensivo absolutamente positivo, mas que ano após ano insiste em repetir uma incômoda lacuna. Uma mancha negativa traduzida em um jejum de gols que acontece sempre no mesmo período do ano. Atualmente, há 11 partidas sem marcar, Diego vive sua pior sequência histórica pelo Sport.
 
Seca que tem começo sempre a partir do segundo semestre e seu auge no mês de setembro. Em 2015, quando ficou nove partidas sem fazer gols (entre 16 de agosto e 27 de setembro), foi a única vez que ele conseguiu balançar as redes no referido mês. No ano passado, Diego Souza ficou oito jogos (entre 30 de julho e 5 de outubro) sem balançar as redes.
 
A principal coincidência dessa estatística negativa vem de 2014. Após estrear pelo Sport em 20 de agosto, Diego Souza só fez o seu primeiro gol pelo clube no dia 12 de outubro, diante do Vitória. Justamente na mesma data em que o Leão enfrenta o mesmo adversário, na próxima quinta-feira, em Salvador - o meia está voltando de suspensão, após a expulsão no jogo contra o Vasco, aos 19 minutos do primeiro tempo. A lembrança contra os baianos poderia até trazer boa inspiração, não fosse o resultado daquela partida: derrota por 2 a 1, na Ilha do Retiro.

Ídolo em silêncio

Apesar da fase escassa, Diego Souza é o segundo goleador rubro-negro na temporada, com 16 gols. Tem ainda outros dois com a camisa da seleção brasileira - um deles, inclusive, eternizado como o mais rápido da história canarinha, marcado sobre a Austrália, com 12 segundos de jogo. A fase do meio-campista começou a degringolar em meados de junho, quando recebeu uma proposta tentadora do Palmeiras que gerou desgastes com a torcida do Leão e, sobretudo, com a diretoria.
 
Após a última entrevista coletiva, em 12 de julho, quando criticou a direção rubro-negra e confirmou que seguiria no Leão, Diego Souza não falou mais com a imprensa. Desde então, só marcou apenas dois gols. Um contra a Chapecoense, na 15ª rodada (3 a 0), e o último pelo Sport, contra o Atlético-GO, na 15ª rodada (4 a 0), no dia 20 de julho. Foi a última vez que o Leão venceu na Série A com Diego em campo - durante o jejum, o meia só ganhou uma partida, contra a Ponte Preta, pela Copa Sul-Americana.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker