Página inicial
 
Mural de recados
23.02 | Freddy Renner
Concordo com a opinião de Centralino. O ataque não está rendendo o que se espera ...
23.02 | kaio
Era Bom pro central Kiros Ou Junior Juazeiro ...
23.02 | VICTOR HUGO
O CENTRAL VAI PRA FINAIS DO CAMP. PE, COM CERTEZA , VAMOS CONTRATAR SÓ DPOIS DO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
05/10/2017
10h52 | esportes - SPORT
SPORT - Com uma das distâncias mais curtas entre degola e Libertadores, foco no Rubro Negro é dividido
O Z4 se apresenta ao Sport como uma realidade muito mais próxima que a ousada classificação à Libertadores. Sem ganhar há nove partidas no campeonato e entre os quatro piores após 26 rodadas, os rubro-negros - embora comecem a mudar de discurso - não deixam de sonhar em voltar a jogar o principal torneio das Américas via Brasileirão. Aos mais audaciosos, um fio de esperança: a distância da zona de rebaixamento para a de classificação à Libertadores só uma vez foi tão pequena como agora neste patamar da competição - na atual fórmula de disputa.

Depois de 26 jogos disputados, “apenas” dez pontos separam o G6 da equipe que abre a zona de rebaixamento - no caso, o próprio o Sport. Este cenário pode ser ainda mais promissor para os pernambucanos. Considerando a possibilidade que até o nono colocado poderá se qualificar a Libertadores neste Brasileiro, o Rubro-negro ficaria ainda mais “perto” da classificação à mais importante competição do continente na temporada que vem. 

O G6 pode virar G7, G8 e até G9 se Cruzeiro, Flamengo e Grêmio permanecerem entre os seis primeiros. Campeã da Copa do Brasil, a Raposa já tem vaga assegurada na próxima Copa Libertadores, assim como os rubro-negros cariocas e os tricolores gaúchos - caso levantem as taças da Sul-Americana e da Libertadores deste ano, respectivamente. Se toda a combinação der certo, o Leão estaria, hoje, a somente quatro pontos da zona de classificação à Libertadores.

Antes desta edição do Brasileiro, o intervalo de dez pontos entre os dois extremos nesta mesma 26ª rodada aconteceu só em 2013. A maior disparidade foi uma diferença de 20 pontos, em 2006, no primeiro ano sob a vigente fórmula de pontos corridos e com 20 clubes participantes. 

Mesmo assombrados e pressionados pelo rebaixamento, os leoninos mantêm alguma confiança em tempos melhores e pelo retorno, pelo menos, ao G6, de onde saiu há seis rodadas.“Temos de encarar a pressão de uma forma boa para poder ter pensamento positivo e sair desta situação. A zona é desconfortável, mas está tudo embolado e a gente tem chances de sair. Temos futebol para isso”, disse o volante Anselmo.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker