Página inicial
 
Mural de recados
23.02 | Freddy Renner
Concordo com a opinião de Centralino. O ataque não está rendendo o que se espera ...
23.02 | kaio
Era Bom pro central Kiros Ou Junior Juazeiro ...
23.02 | VICTOR HUGO
O CENTRAL VAI PRA FINAIS DO CAMP. PE, COM CERTEZA , VAMOS CONTRATAR SÓ DPOIS DO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
05/10/2017
20h52 | esportes - ELIMINATÓRIAS DA COPA DO MUNDO
ELIMINATÓRIAS - Bolívia 0x0 BRASIL
Brasil alcançou os 38 pontos ganhos na tabela. A Bolívia, que não tem mais chances de ir à Copa do Mundo, subiu para somente 14, na penúltima posição
A Seleção Brasileira não passou de um empate sem gols com a Bolívia, que contou com grande atuação do goleiro Lampe, nesta quinta-feira, na atitude de 3.640m de La Paz. Foi o penúltimo compromisso da equipe dirigida por Tite, já classificada para o Mundial da Rússia, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Também com a melhor campanha das Eliminatórias assegurada, o Brasil alcançou os 38 pontos ganhos na tabela. A Bolívia, que não tem mais chances de ir à Copa do Mundo, subiu para somente 14, na penúltima posição.

Invicta em jogos oficiais sob o comando de Tite, a Seleção Brasileira acumulou o seu segundo empate consecutivo nas Eliminatórias – ficou no 1 a 1 com a Colômbia na rodada passada, em Barranquilla.

Na terça-feira, no Palestra Itália, o Brasil encerrará a sua campanha diante do Chile, que ainda almeja uma vaga no Mundial. A Bolívia enfrentará o Uruguai no mesmo dia, no Centenário de Montevidéu.
 
 O jogo – Talvez sentindo os efeitos da altitude (ou se precavendo), a Seleção Brasileira começou a partida em ritmo bastante lento, com dificuldades para trocar passes no gramado seco do Hernando Siles. Avançava na maioria das vezes pelo lado direito do campo – onde havia sombra –, com Daniel Alves.

Quando a torcida da Bolívia já começava a se animar com uma e outra investidas da equipe da casa, o Brasil sofreu uma baixa. Thiago Silva acusou uma contusão aos 27 minutos e precisou ser substituído por Marquinhos.

ATIVAR ALERTAS
Coincidentemente, a Seleção Brasileira se soltou a partir de então. Já com quase 70% de posse de bola, os comandados de Tite fizeram o goleiro Lampe trabalhar duas vezes seguidas, em finalizações de Neymar e Gabriel Jesus. “Lampe! Lampe! Lampe!”, vibrou o público boliviano.

O goleiro teria ainda mais trabalho aos 42 minutos. Lançado por Paulinho, Neymar saiu diante de Lampe, que chegou a tocar na bola quando o atacante do Paris Saint-Germain esboçou o drible. O brasileiro conseguiu chutar, mas Valverde salvou a Bolívia de cabeça. Em nova tentativa, o mesmo zagueiro afastou com o pé.

Recuperados do susto, os bolivianos encontraram tempo para dar uma resposta à Seleção Brasileira antes do intervalo. Já nos acréscimos, Bejarano recebeu a bola de Marcelo Moreno e encheu o pé de fora da área. Acertou o travessão.

Logo no princípio do segundo tempo, para o qual a Bolívia retornou com Castro no lugar de Justiniano, o Brasil também contabilizou uma bola no poste. Foi em um desvio de Paulinho, com direito à noiva defesa de Lampe, após falta cobrada por Neymar.

Nos minutos subsequentes, Neymar continuou a ser a principal válvula de escape da Seleção Brasileira, travando o seu duelo particular com Lampe. Os outros homens de criação do time, no entanto, não acompanhavam o atacante. Tite escolheu um deles para sair. Trocou Philippe Coutinho por Willian.

A última aposta da Seleção foi Fernandinho, substituto de Paulinho, enquanto o treinador argentino Ángel Guillermo Hoyos desagradou ao público local ao sacar Arce para a entrada de Saucedo. A torcida boliviana, contudo, logo voltou as suas atenções a Lampe. O goleiro encerrou a sua grande atuação com uma bela defesa em cabeçada de Gabriel Jesus.

FICHA TÉCNICA
BOLÍVIA 0 X 0 BRASIL

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (Bolívia)
Data: 5 de outubro de 2017, quinta-feira
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Fernando Rappalini (Argentina)
Assistentes: Diego Bonfá e Gabriel Chade (ambos da Argentina)
Cartão amarelo: Valverde (Bolívia)

BOLÍVIA: Lampe; Bejarano, Valverde, Raldes e Gutiérrez; Justiniano (Castro), Morales, Arce (Saucedo), Fierro (Álvarez) e Machado; Marcelo Moreno
Técnico: Ángel Guillermo Hoyos

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva (Marquinhos), Miranda e Alex Sandro; Casemiro, Paulinho (Fernandinho), Philippe Coutinho (Willian), Renato Augusto e Neymar; Gabriel Jesus
Técnico: Tite
 
GAZETA ESPORTIVA 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker