Página inicial
 
Mural de recados
12.12 | Pierre Santos
Marcos Leite, é bom pela renda no momento, agora quando lota é de 90% de caruaru ...
12.12 | CLEO
Vdd Marcos Leite se o Centralzão começar com o pé direito a torcida vai comparec ...
12.12 | CLEO
VAMOS PRA FESTA GALERA NESSA TERÇA LANÇAMENTO DA NOVA MARCA E AS MUSAS DO CENTRA ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/05/2017
12h46 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B - Criciuma 1x2 Santa Cruz - Tricolor estreia com vitória na competição
Foi no sufoco, com um futebol longe de ser convincente, mas valeu pelos três pontos. Os primeiros do Santa Cruz na Série B. Neste sábado, no dia do aniversário de 70 anos do Criciúma, o tricolor deu um presente de grego, ao bater a equipe catarinense por 2 a 1, em pleno estádio Heriberto Hulse. Resultado que não pode esconder os erros da equipe. Mas trabalhar para corrigí-los, com vitórias, é muito melhor.

O tricolor já volta a campo na próxima terça-feira, no Arruda, no clássico contra o Náutico que definirá uma vaga para a fase classificatória para Copa do Nordeste de 2018. Um empate serve aos corais. Pelo Brasileiro, o próximo desafio será no próximo sábado, também em casa, contra o Guarani.

O jogo
O primeiro tempo no Heriberto Hulse lembrou os piores momentos do Santa Cruz na temporada. Um time que apenas se defende e quando tem a posse de bola para atacar não sabe o que fazer. Toca de um lado para o outro até errar o passe ou ser desarmado. Assim, com um poder ofensivo nulo, o goleiro do Criciúma, Édson, sequer deve ter suado em campo.

E o técnico Vinícius Eutrópio teve a chance de tentar corrigir a sua equipe ainda no primeiro tempo, quando um isolado e pouco produtivo Júlio Sheik, substituto do lesionado Halef Pitbull, deixou a partida com uma lesão muscular. O escolhido para entrar em campo foi o meia Thiago Primão. O esquema, porém, não mudou. Com o substituto sendo acionado como falso centroavante, ao invés de reforçar a criação no meio de campo. Assim, os setores do time coral continuaram distantes um do outro, deixando a ofensividade inexistente.

Por outro lado, o sistema defensivo, ponto forte do time na temporada, aguentou o quanto pôde. Desta forma, mesmo tendo quase 70% de posse de bola, o Criciúma tinha dificuldade para entrar na área coral. Ainda assim, obrigou Júlio César a fazer boas defesas e colocou uma bola no travessão, com o zagueiro Diogo Giaretta. De tanto martelar, os donos da casa abriram o placar aos 45 minutos, em um belo chute de fora da área do lateral Diogo Mateus. Gol que serviu como punição ao fraco futebol coral e pôs justiça àquela altura no placar.

Segundo tempo e virada coral
Na volta para a etapa final, as duas equipes mantiveram as escalações. O que não significa que o Santa Cruz foi exatamente o mesmo. Isso porque Vinícius Eutrópio, tentando dar maior criatividade a sua equipe, enfim recuou Thiago Primão para a sua posição de origem. Assim, Thomás passou a jogar um pouco mais adiantado.

E com um time melhor arrumado em campo, veio o gol de empate logo aos seis minutos. Em jogada com Thiago Primão armando e graças a um erro bizarro do volante Douglas Moreira que “furou” e deixou Vítor livre para escolher o canto e mandar para as redes. 

Igualdade mantida com sufoco, com os corais salvando em cima da linha quatro vezes. Três delas de forma seguida, aos nove minutos. A outra oportunidade, aos 21, com Anderson Salles, no papel de herói da vez. O Santa ainda perderia Vitor de forma traumática logo na sequência. Em um lance forte, mas sem maldade com o volante Ricardinho, o lateral saiu de campo com uma fratura na tíbia da perna direita.

O tricolor, no entanto, no segundo tempo não era apenas defesa como foi na etapa inicial. E vez ou outra se arriscava no ataque. Assim, André Luís perdeu uma chance clara aos 40 minutos. Oportunidade que William Barbio não deixou passar, segundos depois, chutando cruzado e decretando a virada coral. Estreia com futebol fraco. Mas com pé direito.

Ficha do jogo

Criciúma 1
Édson; Diogo Mateus, Raphael Silva, Diogo Giaretta e Marlon; Douglas Moreira (Alex Maranhão), Ricardinho e Paulinho (Adalgiso Pitbull); Silvinho, Jheimy (Fabinho Alves) e Caio Rangel. Técnico: Deivid.

Santa Cruz 2
Júlio César; Vítor (Nininho), Anderson Salles, Bruno Silva e Roberto; Elicarlos, David e Thomás (William Barbio); Everton Santos, Júlio Sheik (Thiago Primão) e André Luís. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC). Árbitro: oger Goulart (RS). Assistentes: Maurício Coelho Penna e Jorge Bernardi (ambos do RS). Gols: Diogo Mateus (45 min do 1º) e Vítor (6 min do 2º) e William Barbio (40 min do 2º). Cartões amarelos: Raphael Silva, Caio Rangel, Douglas Moreira (C ), André Luís , Júlio César, Elicarlos e David (SC)

Do Super Esportes
 
 
 
eXTReMe Tracker